DS CRÉDITO MARINHA GRANDE

DS CRÉDITO MARINHA GRANDE

COMO MUDAR SEGURO DE VIDA CRÉDITO HABITAÇÃO?

 

Como mudar seguro de vida crédito habitação, para nova segurada?

Muito se tem discutido sobre a situação dos seguros de vida associados ao crédito habitação. Ao longo dos anos foram-se criando ideias pré-concebidas, mitos sobre este assunto. Mitos que ainda hoje persistem e que impedem muitas pessoas de terem acesso a uma poupança considerável por terem medo do que possa acontecer, especialmente no que respeita em mudar o seguro de vida crédito habitação obtenção e manutenção do spread dos seus contratos de crédito habitação.

É de facto obrigatório subscrever um seguro de vida associado ao crédito habitação e mantê-lo activo durante toda a vida daquele contrato.

Não é, no entanto, obrigatório subscrevê-lo ou mantê-lo na entidade financeira onde tem o crédito habitação.

A penalização do spread pela retirada do produto seguro de vida da entidade bancária onde subscreveu o crédito habitação só é possível se estiver descrito na escritura, documento complementar, na alínea onde se referem os requisitos necessários para obter e manter o spread.

Caso contrário, não haverá qualquer alteração na sua mensalidade!

Ainda assim, e caso haja penalização, na maioria das vezes a poupança obtida com a retirada do Seguro de vida do banco (poupanças na ordem dos 40%, 50%, 60%) compensa o aumento da prestação mensal do crédito habitação. Há simuladores específicos onde podemos calcular esses aumentos/versus poupança.

SEGURO VIDA CRÉDITO HABITAÇÃO – DÚVIDAS

 

Neste artigo vai ficar a perceber melhor o seguro vida crédito habitação, as melhores coberturas e dicas para conseguir melhores condições ao melhor preço.

Posso trocar o meu seguro vida do banco?

Pode, porque conforme refere a lei 222/2009 nenhum banco pode obrigar o cliente a contratar o seguro vida crédito habitação no banco para lhe atribuir crédito! O regime consagrado no Dec. Lei nº 222/2009 não prejudica a liberdade das instituições de crédito e das empresas de seguros.de proporem ao consumidor a celebração de outros contratos e a liberdade do consumidor de optar por soluções distintas das consagradas no presente decreto-lei, e susceptíveis de proteger as famílias contra infortúnios para além da cobertura mínima objecto do presente decreto-lei. Deve fazer analise do crédito habitação numa primeira fase sem o seguro vida do crédito habitação, associado. Só depois fazer as contas aos benefícios de fazer o seguro no banco, compare com simulações de outras seguradoras, é importante que some os prémios que vai pagar até o afinal do crédito.

Pode pedir ajuda aos nossos parceiros DS crédito , já fazem essa analise, grátis!

Distinguir as principais coberturas

Invalidez Total e Permanente (ITP) – A incapacidade, resultante de acidente ou doença, com um grau de desvalorização superior a 60%, de acordo com a Tabela nacional de Incapacidades, que impeça a pessoa de exercer uma actividade remunerada de forma total e definitiva, ou seja, esta opção engloba não só a cobertura que garante de Invalidez Total e Permanente como também a cobertura de IAD

Invalidez Absoluta e Definitiva (IAD) – A incapacidade, resultante de acidente ou doença, que tenha carácter definitivo e que impossibilite a pessoa segura de exercer qualquer ocupação remunerada, exigindo o recurso à assistência de uma terceira pessoa para a satisfação das suas necessidades vitais, tais como locomover-se, vestir-se, lavar-se e alimentar-se (o que vulgarmente é designado de “estado vegetativo”).

Quais são os fatores que influenciam o prémio do seguro vida crédito habitação?

São cinco os principais fatores que condicionam a atribuição de um preço ao seu seguro vida crédito habitação:

Valor do crédito em dívida – Quanto maior o valor em divida a segurar, maior será o prémio a pagar. Em alguns casos valores maiores obrigam a exames médicos, pagos pela seguradora.

Idade das pessoas seguras – O cálculo do prémio é um cálculo de probabilidades que tem em conta a esperança média de vida das pessoas num determinado país. Assim, quanto maior for a sua idade maior a probabilidade de existência de um sinistro que cause a necessidade de indemnização. Logo, maior o prémio a pagar.

Cobertura de Invalidez – Já falamos sobre as diferentes coberturas de invalidez para as pessoas seguras, a cobertura ITP é mais cara que a cobertura IAD.

Saúde – O estado de saúde da pessoa a segurar também tem impacto no preço, aumenta o risco que a seguradora assume ao aceitar fazer o seguro. Em casos de doenças ou pré-existências pode existir um agravamento no prémio ou a exclusão desse risco da cobertura da apólice, ou mesmo a exclusão da cobertura de invalidez. Pode mesmo existir o aumento do prémio e exclusão do risco.

Profissão – Como sabemos há profissões com maior grau de risco. Por exemplo, policia têm um prémio agravado pois o risco de morte ou de invalidez aumenta. E mesmo nesse caso pode pode haver diferentes preços para quem usa arma ou não, depende também das seguradoras.

Cada seguradora tem o seu posicionamento, prémios diferentes

Cada seguradora tem a sua abordagem ao produto seguro vida crédito habitação . Algumas seguradoras apostam mais forte na captação de clientes através de melhores preços na cobertura IAD. Outras preferem ser mais competitivas na evolução do prémio ao longo do contrato. Outras ainda tornam-se mais competitivas em determinadas faixas etários. Outras seguradoras apostam em baixar os prémios nos primeiros anos e depois “disparam” nos anos seguintes. Quem faz centenas de simulações e dezenas de apólices todos os meses, conheces estas diferenças e qual a seguradora se encaixa melhor em cada cliente.

As poupanças por fazer o seguro vida crédito habitação fora do banco são significativas, milhares de euros no decorrer de todo o crédito.

Pode verificar essa poupança em algumas das comparações feitas pela DS SEGUROS

A grande vantagem de um mediador experiente neste produto é que este faz todo o trabalho por si e não lhe cobra qualquer valor.

Peça uma simulação na DS SEGUROS, são especialistas em seguro vida crédito habitação, vão encontrar o seguro que melhor se adequa a si.

Percentagem de cobertura de cada pessoa segura

Há bancos que exigem apenas a cobertura IAD(Invalidez Absoluta e Definitiva), nós recomendamos a cobertura ITP (Invalidez Total e Permanente), é a cobertura mais completa.

Mas tenha atenção porque pode encontrar bancos em que apresentam apenas cobertura de 50% para cada pessoa segura. Ou seja, em caso de morte ou invalidez coberta de um dos segurados só metade do capital em divida é pago pelo seguro.